segunda-feira, 28 de junho de 2010

35 conselhos para tomar decisões




Provérbios 11,14
"Quando não há sábia direção, o povo cai, mas
na multidão de conselheiros há sabedoria ".



1. Não tome decisões sem buscar o conselho de Deus (Jeremias 16,12; Provérbios 19,20, 21).

2.
Na dúvida, não tome decisões precipitadas (Provérbios 18.12-13).

3.
No momento crucial da decisão, se não tiver como adiá-la para um momento de maior convicção, tenha um mínimo de bom senso e opte pela forma mais tradicional, mais humilde, mais amorosa, mais misericordiosa, mais graciosa, mais modesta - mais cristã (Provérbios 15.21-24).

4.
Cuidado com os conselhos que distorcem os valores do Reino de Deus (Jeremias 17.5-9).

5.
Pense. Ore. Pense.

6.
Que princípios da Bíblia podem nortear sua decisão?

7.
Peça a Deus para lhe trazer à memória textos da Bíblia, estudos, mensagens e conselhos de homens e mulheres de Deus que possam auxiliar no processo de reflexão e tomada de decisões.

8.
Cuidado com as experiências, sejam da Bíblia ou de outros crentes e até de não-crentes, busque princípios e não os fatos.

9.
Analise os acontecimentos a sua volta - as circunstâncias também podem te direcionar, mas, cuidado, nem sempre uma porta aberta quer dizer sim e nem sempre um porta fechada quer dizer não.

10.
Compartilhe seu problema com várias pessoas diferentes e veja qual seria a ação ou reação delas mediante duas ou três possibilidades de escolhas diferentes (Provérbios 24.5-6).

11.
Converse com irmãos e irmãs em Cristo e com seus líderes espirituais sobre seu problema.

12.
Na oração importa muito mais o que Deus fala do que o que você fala.

13.
Muitas vezes Deus fala através do silêncio.

14.
Em suas reflexões tome cuidado para não deixar seu coração enganar você.

15.
A tradição pode nos ajudar muito no tempo de decisão. Via de regra só vá de encontro a ela se tiver uma orientação clara a esse respeito.

16.
Tome decisões para cima, nunca para baixo, a não ser que tenha uma orientação bem clara a esse respeito.

17.
Cuidado com suas convicções, elas podem estar te mantendo em uma zona de conforto.

18.
Não comece a praticar e a decidir às pressas com todas as sugestões e dicas que as pessoas passam pra você; cuidado com as atitudes precipitadas.

19.
Ouça ou relembre as orientações dos seu pais e dos mais velhos e mais experientes.

20.
Para questões técnicas, busque orientação técnica, profissional e responsável.

21.
Tenha um mentor com quem tenha encontros periódicos de orientação para a vida.

22.
Na dúvida continue fazendo a última coisa que Deus mandou você fazer.

23.
A dúvida pode revelar que você está precisando estreitar mais o seu relacionamento com Deus.

24.
Leia o livro dos Provérbios na Bíblia, ele tem vários Princípios para a vida.

25.
Na sua realidade, como Jesus faria, o que escolheria, qual seria a decisão dele?

26.
Embora encontre uma resposta para a pergunta acima, vale lembrar que é na multidão de conselheiros que se encontra a sabedoria e que o temor do Senhor é o Princípio da sabedoria. Não esqueça, o seu coração é enganoso.

27.
Faça uma revisão da sua trajetória de vida e veja alguns marcos espirituais que Deus estabeleceu. Os marcos espirituais indicam como Deus age na sua vida e como quer que você reaja.

28.
Trave uma batalha imaginária entre a carne e o Espírito, o homem velho e o homem novo, a velha natureza e a nova natureza que estão dentro de você. A velha e a nova natureza têm propósitos contrários. Isso indica como Deus quer que você aja.

29.
Alerta. Quando ouvimos muitas vozes, muitas delas se parecem com a voz de Deus. "Em meio a tantos sonhos absurdos e conversas inúteis, tenha o temor de Deus (Eclesiastes 5,7).

30.
O maior de todos os medos é o medo de ter medo e depois é o medo de tomar uma decisão errada e se arrepender.

31.
Pior do que a situação acima é se arrepender de não ter tomado uma decisão.

32. Geralmente, o pior momento para tomar uma decisão é o momento em que você tem que tomar uma decisão.




33. Se a sua decisão pode ser tomada fora da pressão e da ansiedade do tempo da decisão, é melhor deixá-la para depois.

34.
Mas, se isso não for possível, não tomar a decisão ou postergar a decisão por si só já é uma decisão e nem sempre isso uma melhora sua situação.

35. Decida.

Nenhum comentário: